Empresa marca presença no Fórum Movecidades, que discute mobilidade urbana

Em espaços urbanos onde a população é cada vez mais numerosa, a preocupação com o meio ambiente faz com que as cidades busquem soluções que aliem tecnologia à sustentabilidade. Alinhada a essas diretrizes, a ACO participa do Fórum Movecidades 2015, um encontro nacional sobre mobilidade urbana que acontece durante os dias 2 e 3 de dezembro, em São Paulo.

A marca é uma das patrocinadoras do evento, que tem entre seus objetivos promover a discussão sobre soluções de modais urbanos sustentáveis, pensar na modernização e diminuição de impactos ambientais dos sistemas de transporte para melhorar a acessibilidade no meio urbano. O objetivo é o compartilhamento de informação para estimular o desenvolvimento do setor e o aumento da sinergia entre forças públicas e privadas.

Entre as soluções adotadas atualmente está o veículo leve sobre trilho (VLT), uma alternativa inteligente que atende as principais necessidades de operação em mais de 400 cidades em todo mundo. A ACO está presente na maioria desses projetos e é a única empresa que possui uma solução de drenagem exclusiva e patenteada para esse modal de transporte.

ACO Tram é um sistema de drenagem transversal que permite o desague em um só ponto da água coletada nos trilhos, na superfície e no subsolo. Ou seja, a solução é fundamental para assegurar a eficácia dos projetos de VLT porque otimiza a drenagem da água e a instalação do veículo.

O canal é feito sob medida, com largura interna útil de 200 mm, o que compõe o projeto do trilho de maneira ideal em diferentes projetos. Os componentes de ACO Tram (barras, fixadores, conexões, tubos de polietileno, adaptadores e etc.) também são especificamente projetados para assegurar as características que fazem do VLT uma boa alternativa para deslocamento de pessoas: ser um meio de transporte eficiente, com baixíssimos níveis de ruído e vibração.

Além disso, a tecnologia do sistema ACO Tram garante a coleta eficiente da água proveniente da plataforma e das ranhuras dos trilhos, além da drenagem da água de subsolo, quando a superfície é permeável. O sistema é eletricamente isolado e contra vibrações; as grelhas são fixadas com parafusos antifurto, de fácil manutenção. A instalação é segura e ágil, já que pode ser orientada pelos gabaritos de alinhamento vertical e horizontal e o design do canal garante que não ocorra contato metálico entre os trilhos e canais.

O Rio de Janeiro, que será sede das Olimpíadas em 2016 adotou o VLT ao sistema de transporte da cidade e a previsão é que esteja operante no primeiro semestre de 2016. O projeto utiliza o ACO Tram e, além do Rio, a ACO influencia o dia a dia de milhares de brasileiros com soluções em drenagem instaladas no túnel do Anhangabaú (SP), aeroportos de São Gonçalo do Amarante (RN), Galeão (RJ) e Viracopos (SP), nos estádios que sediaram a Copa do Mundo em 2014 como o Maracanã (RJ), o Castelão (CE), entre outros e as rodovias Dom Pedro, Imigrantes e Cônego Domênico (SP), rodovia Freeway (RS), porto de São Sebastião (SP), o autódromo de Interlagos e o circuito Indy 300 (SP), além de indústrias, postos de combustíveis e obras residenciais.

Pense nisso: transporte coletivo vai muito além da necessidade

No Brasil, as últimas décadas foram marcadas por políticas públicas que reforçaram o transporte individual motorizado em relação ao transporte coletivo público. Apesar desse contexto, o país conta com uma Política Nacional de Mobilidade Urbana (PNMU) estruturada. Essa iniciativa define diretrizes nacionais e orientações para que a gestão da mobilidade possa evoluir de acordo com o contexto e realidade de cada uma das cidades. Entre os avanços que a legislação propõe estão a obrigatoriedade no desenvolvimento dos planos diretores de mobilidade urbana para cidades com população superior a 20 mil habitantes.

Outro ponto importante da regulação no setor (fundamentado na PNMU) é o Estatuto da Cidade, que determina que os municípios com mais de 500 mil habitantes também elaborem planos de transporte e mobilidade urbana. O texto estabelece diretrizes e princípios para o desenvolvimento urbano e a melhoria dos serviços e da infraestrutura. Tudo focado em garantir melhorias para os deslocamentos dos cidadãos e de cargas nos territórios urbanos.

Todas essas medidas fazem parte de uma mudança gradual de visão adotada no mundo todo e que chegou tardiamente ao Brasil. Para que as cidades recebam verbas federais destinadas à mobilidade urbana, todas devem cumprir as exigências da PNMU, cujo prazo final é o ano de 2015.

ACO Brasil: soluções para drenagem e tecnologia em gestão hídrica

A ACO é uma empresa alemã, líder mundial em soluções de drenagem, com um faturamento estimado em 670 milhões de euros em 2014. Estabelecida no Brasil desde 2010, a sede nacional fica na cidade de Jacareí (SP), no Polo Industrial Municipal. Há dois anos, a taxa de crescimento da empresa ultrapassa a média de 30% ao ano e a marca já influencia o dia a dia de milhares de brasileiros em aeroportos, rodovias, portos, shopping centers, vias, residências, estádios e centros esportivos de excelência no país. Concentrada em cuidar da água, a ACO desenvolve sistemas de alta tecnologia para captar, tratar, reter e destinar recursos hídricos, garantido segurança e qualidade desde a concepção de cada projeto.

Alinhavo Assessoria

Entre em contato: imprensa@acodrenagem.com.br

Drenagem em trilhos_escoamento de água
Canal de inox para drenagem em cozinha, industria